Desde 1977, a Lira Ceciliana promove, em parceria com músicos ligados à Universidade de São Paulo, os Festivais de Música de Prados, evento anual que já chegou a sua trigésima sexta edição. Nos Festivais são oferecidos cursos/oficinas gratuitos de canto, instrumentos de cordas e de sopros, iniciação musical para crianças, prática de conjuntos (coro, orquestra e banda de música), realizando-se concertos abertos ao público nas cidades de Prados, Resende Costa e Coronel Xavier Chaves (região dos Campos das Vertentes, Minas Gerais), além de retretas da banda de música e apresentações de musicais infanto-juvenis, com o objetivo principal de fomentar e aprimorar as atividades musicais em Prados.

A entidade dispõe de um prédio-sede, inaugurado no início da década de 1980, construído com recursos provenientes da Funarte, da Fundação Roberto Marinho,

Fotos antigas
Fotos antigas
Fotos antigas
Fotos Antigas
Lira Ceciliana
Lira Ceciliana
Lira Ceciliana
Lira Ceciliana
Fotos antigas
Fotos antigas
Fotos antigas
Fotos antigas
Fotos antigas
Fotos antigas
Fotos antigas
Fotos antigas

Lira Ceciliana

Seu vínculo com a comunidade de Prados enraiza-se ao longo dos cerca de trezentos anos da história local, sendo que a cidade reconhece no cultivo da música um dos traços mais marcantes de sua identidade cultural. Os grupos musicais da Lira Ceciliana participam da maioria das festas religiosas, cívicas e populares de Prados. Toda a comunidade pradense é atingida pelas atividades desenvolvidas pela entidade, que oferece, sempre gratuitamente, aulas de música, concertos e outras apresentações congêneres. A banda de música, a orquestra ou o coral da Lira Ceciliana também se apresentam em outras cidades em diversas ocasiões.

A Lira Ceciliana, sociedade dos músicos de Prados, entidade sem fins lucrativos, cujas origens remontam, segundo a tradição, ao ano de 1858, é herdeira do movimento musical que se desenvolveu em Minas Gerais a partir do século XVIII e destaca-se por ter feito sobreviver através dos tempos a Música Sacra Mineira e a tradição das bandas de música, mantendo uma prática secular ininterrupta. Tendo como motivação e objetivo o estudo e o cultivo da música, mantém em funcionamento um coro, uma orquestra, uma banda de música e uma pequena escola de iniciação musical para a formação de novos integrantes. Suas atividades, de caráter contínuo, voltam-se para o passado de sua tradição ao mesmo tempo em que visam o futuro, tendendo para a diversidade e o ecletismo.

da Xerox do Brasil e com a ajuda da comunidade pradense, cujo espaço funciona principalmente como local para ensaios e aulas de música, bem como sala de apresentações. Seu instrumentário, constituído ao longo dos anos, é disponibilizado gratuitamente aos estudantes e músicos integrantes de seus conjuntos musicais, em caráter de empréstimo. Possui um rico acervo de partituras, que contém composições dos séculos XVIII, XIX e XX, sacras e profanas, de diferentes estilos e para diferentes formações musicais, de compositores locais, mineiros, brasileiros e estrangeiros; graças a seu arquivo, a Lira Ceciliana firmou-se como referência para o estudo da música mineira. O pessoal envolvido nas atividades da entidade é formado, em sua quase totalidade, de músicos amadores voluntários, cuja maior motivação é a permanência da prática musical no seio da comunidade. Já estiveram à frente da Lira Ceciliana músicos de reconhecidas qualidades, como Antônio Américo da Costa (1867-1945) e Adhemar Campos Filho (1926-1997), os quais inclusive legaram ao acervo da entidade muitas de suas composições. A música tem sido o alicerce da cultura local e um instrumento valioso de desenvolvimento socioeconômico e principalmente humano.

A banda de música da Lira Ceciliana, na década de 1960, sob a regência de Adhemar Campos Filho, venceu concursos de bandas nas cidades de São João del-Rei e Juiz de Fora (MG).

 

Além do título de utilidade pública federal (Decreto-lei 89.685 de 21/05/1984, mantido pelo Decreto de 27 de maio de 1992), a Lira Ceciliana é igualmente detentora de títulos concedidos no âmbito municipal (Lei 521 de 09/12/1975) e estadual (Lei 8.528 de 17/04/1984).

O primeiro registro paroquial consignando presença musical em festa religiosa em Prados data de 1726. Em 1732, há a primeira referência à Semana Santa. Desde então, Prados teve, ininterruptamente, a maior parte de suas festas religiosas, cívicas e populares abrilhantadas com a música. A Lira Ceciliana é hoje a responsável pela manutenção e preservação dessa tradição cultural e artística tão importante e singular.

Maiores informações e mais fotos no SITE e no FACEBOOK DA LIRA CECILIANA.

© Copyright 2000-2020 / Prados - MG (O portal dos Pradenses) - Todos os direitos reservados - Por Léo Carvalho (32) 3353-6388

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus
Fotos antigas

Lira Ceciliana - Mastro George Olivier Toni - Clique para ampliar a foto