Prados nasceu quase na mesma época que Tiradentes e São João del-Rei. Estas vilas cresciam, a população multiplicava-se e os detentores de sesmarias exploravam suas lavouras de subsistência, mas sempre sob o brilho do ouro, que era o fator que despertava a cobiça de todos, fazendo que tudo girasse em sua função. Quando, entretanto, as minas começavam a decair, começou a cair também o sentimento de fidelidade ao reino. Com a cobrança do “quinto”, os mineradores começaram a ficar inconformados com o insaciável apetite do fisco da Coroa Real, daí vem o nascimento da Inconfidência Mineira.

 

A região passa a ser o centro da vida política do Brasil, aonde os passos dos Inconfidentes ainda ressoam, até hoje, no farfalhar das folhas secas caídas pela orla da Serra de São José. Prados participou ativamente deste movimento e grandes heróis aqui residiram e nasceram, o Cel. Francisco Antônio de Oliveira Lopes; sua esposa, D. Hipólita Jacinta Teixeira de Melo; Padre José Lopes de Oliveira, cunhado de D. Hipólita; o alfaiate Vitoriano Gonçalves Veloso, o único negro do movimento; Francisco José de Melo e José de Resende Costa, pai, o mais velho dos conjurados. Conhecer Prados, portanto, é conhecer tanto a história de Minas que se confunde com a própria história da liberdade do Brasil.

© Copyright 2000-2019 / Prados - MG (O portal dos Pradenses) - Todos os direitos reservados - Por Léo Carvalho (32) 3353-6388

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus